Riscos para a saúde

Qual é o perigo para a saúde do meu gato?




parasitas intestinais

Pulgas

As pulgas podem transmitir doenças muito graves:
DAPP ou dermatite alérgica à picada da pulga, reação alérgica à saliva da pulga.

Infestações massivas:
Anemia: um elevado número de pulgas a alimentar-se de sangue pode provocar anemia ao seu gato.

Transmissão de doenças:
Podem transmitir parasitas internos, como o parasita intestinal Dipylidium caninum e doenças que podem ser fatais, como a Bartonellose e Rickettsiose.






parasitas intestinais

Parasitas intestinais

Se uma gata gestante tem parasitas intestinais, pode transmiti-los aos filhotes. Alguns destes parasitas podem atravessar a placenta e outros passarão para os gatinhos através do leite.

Além disso, alguns deles, como o Toxocara cati, podem fixar-se nos tecidos da fêmea e esperar até que esta fique gestante para passar à ninhada através do leite.

Nos gatos com parasitas intestinais podemos ver: abdómen distendido, vómitos, anemia ou atraso no crescimento…

Qual é o perigo dos parasitas intestinais para a saúde humana?

Temos que ter cuidado com os Echinococcus que se chegarem ao homem podem produzir “quistos hidatídicos” no fígado e podem ser mortais.
O também com o Dipylidium que pode provocar-nos diarreias e dor abdominal.
As larvas dos vermes ganchosos contaminam o ambiente e podem atravessar a nossa pele migrando e produzindo lesões avermelhadas serpenteantes que provoca muita comichão.
Também a larva do Toxocara cati pode atravessar a pele e passar a diferentes órgãos, inclusive aos olhos ou ao cérebro.






vermes do coração

Parasitas do coração

Se falamos em Dirofilariose felina temos que ter em conta que um só verme pode ser mortal e os sinais são graves problemas respiratórios.

A Dirofilariose felina apresenta sinais respiratórios relacionados com a migração de larvas e a sua chegada aos pulmões. Por norma, produz-se 3 a 4 meses depois da picada do mosquito. Os sintomas são parecidos aos de uma bronquite ou asma: tosse intermitente, aumento da frequência respiratória, esforço para respirar, emagrecimento, entre outros.

Se tem adultos no coração, pode apresentar sinais relacionados com problemas cardíacos.
Os tratamentos para eliminar os adultos que vivem no coração devem realizar-se com cirurgia. Portanto, o melhor é proteger o gato com produtos que possam eliminar as larvas antes que cheguem a provocar tantos problemas.

saude gato